you’re making me unconfortable

la open mic night:

bom, primeiro, um pia tocando guitarra, sozinho e mal. (e uma sigla no cardapio, PBR. um cara chamou no TEASE porque eu perguntei, no balcao, o que diabos era PBR, que custava 2 dolares, tipo, “oh, shit, first, the stock market crash, and then this guy that doesnt know what is a PBR”.)

from where I come from, PBR doesnt mean shit, its just a bunch of letters
where do you came from?
floresta*.

(* – apud SANTOS, Sandro da Silva.)

depois um trio bacana que cantou dont let me down, a unica musica que eles sabiam.

mas o melhor de todos certamente foi um russo barbudo e branquelo tocando musicas russas no violao, d’ um jeito acelerado tal que soavam todas como MOUNTAIN GOATS, com aquele nervosismo e rapidez no tocar do violao e no cantar meio falado em cima. e a voz, que era igual.

foi trimassa, tive que congratula-lo, no final.

o resto: mais uns magrao com violao, *bocejo*, e no final, completely uncalled for, um MAGICO FRANCES apareceu do nada pra performar truques com cartas. serio, os truques com cartas mais sensacionais que eu ja vi. ele comecou com um grupo de pessoas que tava sentado na frente do NINTENDO, e nos, no outro canto, encostados no balcao tomando PBR, so ouviamos os OHs, e AHs, e NOFUCKINGWAY que vinham de la. pois bem, o mago das cartas acabou se aprochegando de nosso grupo, e a essa altura ja tinha bastante gente em volta para ver o porque diabos da gritaria. so posso dizer que o pequeno frances de preto freakouteou todo mundo em volta depois de 4 ou 5 truques, ao CUSPIR a carta escolhida (sem falar em quando ele fez a carta que tava na mao da guria ao meu lado, um seis de seilaoque – carta na qual minha mao estava em cima – virar uma bela dama vermelha.

serio, todo mundo transtornado gritando “burn the witch”, claramente desconfortaveis e maravilhados ao mesmo tempo, tudo que eu precisava pra escorregar pra fora dali e vir pra casa treinar uns grandaddy pra semana que vem.

 

dai eu acordei e vi que a minha cachaca tava toda derramada no chao, maldicao.

 

nao, serio. frances maluco. acabou com a noite. ate apagou o russian folk singer da minha lembranca. agora eu to transtornado, pensando em como ele fez pra enfiar aquela carta na boca com 15 pessoas em volta, olhando atentamente. filhodasputa.

(ah, apagou nada. soft asphalt, o nome do, ahn, projeto dele)

p.s. – meudeos, mountain goats no brooklyn em novembro.

5 Responses to “you’re making me unconfortable”

  1. Mir Says:

    cada vez mais incompreensível.

    ah, Album Covers Map: http://www.wordmagazine.co.uk/album_atlas/FullListing.php

  2. Pyw Says:

    Nossa! Esse foi um dos dezoito textos mais caóticos, aleatórios e confusos que eu li esse mês.

  3. mateus Says:

    ah ean.

    vou la jogar mario 3.

  4. Birón Says:

    Que língua se fala em Nueva Jorque?

  5. mateus Says:

    QUE?!?

    eh o que repondem os latinos, se tu tentar falar em ingles com eles. mas o equatoriano me disse que vai comecar um curso de ingles, esse mes.

    faz bem, faz bem…

    e ai na espanha? muito cigano?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: